Uma vez que a banda nasceu durante o período de confinamento, numa altura em que o mundo das artes passava por enormes dificuldades, decidimos que aBAND'onados seria o nome indicado. Sem apoios e quase sem concertos os músicos passam neste momento por aquela que será talvez a pior fase das últimas décadas, Assim, com este nome, pretendemos marcar esta época para que nunca se esqueçam que os artistas foram de certa forma abandonados. 

Ricardo Serra (voz e guitarra), Pedro Serra (guitarra e vozes), Pedro Amado (baixo) e Ricardo Basílio (bateria) são os elementos que compõem a recém-formada banda musical aBAND’onados. Cresceram na vila de Ceira (Coimbra), lugar onde passava o antigo ramal da Lousã que ligava a Coimbra. 

A extinção dos serviços para dar lugar ao Metro Mondego causou vários protestos por parte da população, que se encontra até aos dias de hoje sem qualquer transporte público naquele troço, e que se tem vindo a agravar com os constantes atrasos e adiamentos das obras. 

Foi neste sentido que estes quatro amigos decidiram juntar-se e começar a compor o seu primeiro single. A letra e composição foi escrita há cerca de um ano pelo Ricardo Serra, mas só agora – no período de confinamento – deram início à fase de gravações. Todo este processo, bem como a edição, mistura e masterização do tema foi feito pelos próprios elementos da banda, num pequeno estúdio que têm em casa, e a música fala precisamente sobre o que falámos acima – o Metro Mondego que teima em não chegar! 

“Ao Metro” é o primeiro single dos aBAND’onados e a banda mantém o foco na certeza de que será um elo de ligação para os populares que rapidamente se vão identificar.